agregação do solo

Share

Como a agregação do solo beneficia o desenvolvimento das culturas

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar Teste Grátis

Um dos problemas mais recorrentes na agricultura é como manter a saúde, fertilidade e qualidade do solo para as próximas gerações e até mesmo para manter o meio ambiente atual.

Você já pensou em como poderia manter tudo isso sem perder a qualidade de sua lavoura ou até mesmo para aumentá-la?

Em meio as muitas inovações que o agronegócio vem recebendo, muito pouco se fala sobre a importância que os agregados do solo teriam para a continuação de um solo com todo o seu potencial.

Quer entender mais sobre como esse tema pode te ajudar a manter um solo ótimo para o plantio e assim melhorar a sua capacidade de colheita? Então confira esse artigo que preparamos exclusivamente para você.

Agregados do solo: o que são

Os agregados do solo são aspectos importantes para a agricultura, mas que poucos produtores prestam a devida atenção.

Você saberia explicar o que é um agregado do solo?

ads

Muitos especialistas da área entendem que a agregação do solo não diz respeito somente a uma reação química ou biológica que acontece no solo através das forças de junção de aproximação das partículas presentes em um determinado solo. É muito mais que isso!

Mas, você deve estar se perguntando o que exatamente seria, certo?

A agregação do solo pode ser vista como um meio de identificar a saúde do solo e a sua qualidade para a plantação. A sua estabilidade mostra a força e a resistência que determinado solo possui em relação à erosão.

Ela ainda tem a capacidade de indicar alguns outros pontos importantes do seu solo, como:

  1. A capacidade de infiltração da água;
  2. Como está sendo o desenvolvimento das raízes que são plantadas;
  3. A quantidade que está sendo retida de nutrientes e a água no solo;
  4. E por fim, analisa a entrada e saída de ar do solo.

Como você pode perceber a agregação do solo é fator fundamental para a manutenção e permanência da fertilidade do solo da sua propriedade, algo que você, produtor rural, deve considerar de extrema importância para a quantidade e qualidade das suas colheitas.

Vamos entender como são formados esses importantes substratos para a saúde do solo? Continue com a gente!

>>> DOWNLOAD GRATUITO: PLANILHA PARA GESTÃO DE INSUMOS AGRÍCOLAS <<<

Como são formados os agregados do solo

Você conseguiu entender a importância dos agregados do solo, agora é o momento certo para saber como são formados e assim começar a analisar como anda a saúde da sua propriedade.

Os agregados do solo nada mais são que a junção de partículas feita através de um processo biológico do solo. Esse processo é feito através da união de substratos orgânicos e atividade microbiana que geram essas tão importantes partículas minerais para o seu solo.

Ou seja, essas estruturas são formadas entre a junção de substrato orgânico com as partículas minerais presente na estrutura física do solo e assim surge um local perfeito para o crescimento das plantas.

Você sabe o que pode prejudicar a formação dos agregados em seu solo?

Muitas práticas que você, produtor rural, talvez já tenha utilizado ou ainda usa em sua propriedade prejudica a saúde do seu solo. São elas:

  1. Queimada das palhas que são deixadas após o término da sua colheita. Esse processo mata uma grande quantidade de micro-organismos responsáveis pela formação dos agregados no solo;
  2. O revolvimento, uma prática bem comum na agricultura tradicional, ajuda a causar desequilíbrios nessa formação, pois ele abre espaço para erosões e expõem as matérias orgânicas do seu solo.

Bom, deu para você perceber que manter a formação dos agregados do solo é uma tarefa que requer constante cuidado e observação, mas é algo que vale a pena para a saúde do solo da sua propriedade.

Você sabe como manter a estabilidade dos agregados do solo da sua fazenda?

Dá uma olhadinha no que preparamos nesse próximo tópico!

Estabilidade de agregados do solo: como manter

Tão importante quanto saber o que é um agregado é compreender como mantém a sua estabilidade no solo e consequentemente a fertilidade da fazenda.

Então continue lendo, porque vamos te contar tudinho sobre isso!

Tudo começa pelo manejo adequado do seu solo, isso quer dizer que se você consegue perceber que a sua terra vem perdendo muito facilmente os seus agregados, quer dizer que o manejo não está sendo feito da maneira correta e isso deve mudar imediatamente.

Existe duas maneiras para você manter a estabilidade dos agregados do solo da sua propriedade:

  1. Em primeiro lugar, você pode manter o agregado através do uso da própria matéria orgânica que é capaz de evitar a sua desagregação, pois não deixa a água penetrar no agregado e assim não se perde;
  2. Em segundo lugar, a manutenção da estabilidade pode ser feita a partir das ligações entre os substratos orgânicos presentes no solo e as partículas de minerais ou até mesmo através das ações feitas pelas raízes das plantas.

Você pôde perceber que qualquer ação que tenha por objetivo a preservação e geração de substrato orgânico em seu solo irá ajudar na estabilização e manutenção dos agregados do seu solo.

Você sabe como fazer um bom manejo para ajudar na estabilidade dos agregados do solo?
São 9 os tipos de manejos que podem te ajudar. São eles:

  1. Reflorestamento da mata nativa;
  2. Plantio direto;
  3. Execução da rotação das culturas plantadas para descanso do solo;
  4. Uso de sistemas de manejo integrado;
  5. Manutenção da mata nativa ainda presente no solo;
  6. Execução de uma análise do solo;
  7. Fazer o manejo em solo seco;
  8. Fazer a manutenção periódica e constante dos equipamentos utilizados nas plantações, principalmente os veículos motorizados como tratores;
  9. Promover a existência do meso e da macrofauna no solo de sua propriedade, já que eles têm como função a formação de agregados e também de sua estabilidade. Exemplo é a presença de minhocas.

Bom, neste momento você já sabe como manter a saúde e a fertilidade do solo de sua propriedade através do equilíbrio dos agregados do solo.

Vamos descobrir quais são os tipos de estruturas de solos que temos no Brasil?

Quais são as estruturas dos solos brasileiros

Você sabe que o Brasil é um país de proporções continentais e por isso possui uma diversidade de tipos de solos que vão influenciar diretamente a capacidade produtiva do país. Mas, você sabe todas as estruturas de solos existentes?

Temos os Latossolos, Argissolos e Neossolos que são responsáveis por cerca de 70% do nosso território, segundo estudos da Embrapa. Essas estruturas são de solos com baixo nível de fertilidade e são ácidos.

Ainda segundo a Embrapa existe solos de média e alta fertilidade que são perfeitos para o plantio. Esses solos são os Neossolos, Luvissolos, Planossolos, Nitossolos, Chernossolos e Cambissolos.

Com toda a tecnologia que o agronegócio possui, é possível plantar em quase toda estrutura de solo. Você somente precisa ter o manejo correto e profissionais especialistas te acompanhando em todo o momento.

Conclusão

Muito se fala em relação ao aumento da qualidade do solo e da sua fertilidade, mas pouco se pesquisava sobre os agregados do solo, reação biológica muito importante para a saúde de um solo.

A sua manutenção é tão importante quanto a sua formação e deve ser observada para entender se as práticas feitas na fazenda estão contribuindo ou não para uma boa saúde e assim uma boa colheita.

É através do manejo adequado que você poderá ajudar o seu solo a ter uma boa capacidade produtiva e de fertilidade, além do cuidado com a existência dos agregados do solo.

Tudo está interligado e merece bastante atenção sua.

E aí, você sabe como anda a saúde do seu solo?


Publicado por:
Somos o software de gestão agrícola que vai revolucionar a forma como você administra a sua fazenda.
Share

O seu endereço de e-mail não será publicado.