Biofungicidas

Share

Biofungicidas: alternativa sustentável e eficiente no combate de pragas e doenças de plantas

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar Teste Grátis

O controle de pragas é um assunto que preocupa bastante os agricultores, de pequeno a grande porte. Isso porque as plantas, assim como os humanos, também sofrem com doenças fúngicas ou bacterianas, podendo comprometer toda uma colheita.

Por essa razão, cuidar da saúde das plantações é fundamental para minimizar os efeitos das pragas e doenças e para que haja um aproveitamento máximo da sua colheita. Em produções de larga escala é muito comum o uso de produtos de origem química no combate de pragas e doenças.

Acontece que esses produtos são altamente tóxicos para as plantas e para o solo, principalmente em grandes quantidades. Eles afetam também os alimentos que consumimos e quando ingeridos, a longo prazo, podem causar diversos danos à nossa saúde.

Biofungicidas
Pulverização de agrodefensivos
Fonte e foto:Embrapa

Por isso, as pessoas estão cada dia mais preocupadas com a qualidade dos alimentos consumidos. Você deve conhecer quem tem uma hortinha em casa ou tem preferência por produtos orgânicos. Isso porque esses alimentos são bem mais saudáveis já que não se utilizam produtos químicos e tóxicos para combater doenças e pragas neste tipo de cultivo.

Como consequência dessa mudança de hábito da população, a busca por produtos mais frescos aumentou bastante e, logo, aumenta também a necessidade de produções orgânicas sem agentes químicos, que são nocivos à saúde.

Biofungicidas - cultivo orgânico
Cultivo orgânico, fonte: Embrapa –
Foto: Ana Lucia Ferreira

O uso de biofungicidas: produção mais sustentável, eficiente e saudável

Os biofungicidas têm se tornado uma excelente alternativa no controle de pragas. Eles são microorganismos de origem biológica, que podem ser bactérias ou fungos benéficos, que agem diretamente combatendo microorganismos maléficos. Os biofungicidas são muito conhecidos como microrganismos eficientes.

Os microrganismos eficientes são seres muito pequenos que vivem naturalmente em solos férteis e em plantas, que ajudam a combater outros fungos ou bactérias que podem atrapalhar o desenvolvimento de uma plantação.

Esses “microorganismos do bem” vêm sendo bastante utilizados por diversas empresas para um manejo mais agroecológico, ou seja, um cultivo com menos produtos químicos sem perder na produtividade.

Biofungicidas - mancha-alvo na soja
Mancha-alvo na soja
Foto: Maurício Stefanelo – Ceres Consultoria

>>> DOWNLOAD GRATUITO: PLANILHA PARA GESTÃO DE INSUMOS AGRÍCOLAS <<<

Vantagens e desvantagens no uso dos biofungicidas

Muitas pessoas se perguntam quando devem usar biofungicidas. Depende do manejo e da finalidade da sua produção. Em plantações orgânicas e menores é muito mais comum o uso de biofungicidas. E o mais recomendado é que se use fungicidas de base biológica e mineral.

As vantagens são muitas. Primeiro você lança mão de uma colheita com menos agentes químicos, visto que o biofungicida é de base biológica. Quando se utiliza biofungicidas você permite que a natureza dê conta do recado sozinha e contribui para o equilíbrio natural.

Como os biofungicidas nada mais são que uma multiplicação de microorganismos por meio de culturas, em que esses organismos vão se alimentar e continuar se desenvolvendo. Isso torna o método totalmente renovável e sustentável, não havendo nenhuma contraindicação no seu uso.

Além disso, abrindo mão de agentes químicos na produção é possível obter alimentos mais saudáveis, livres de elementos tóxicos. Você evita também a contaminação e poluição do solo, água e até mesmo do ar.

O problema dos biofungicidas é que ainda não há um meio de utilizar a técnica sozinha em larga escala, para um cultivo comercial como de soja e milho por exemplo. É que os especialistas ainda não encontraram aplicabilidade prática em grandes cultivos. Falta estudos e pesquisas para aprimorar a técnica nestes casos.

Como fazer biofungicidas e como funciona a sua atuação?

Os biofungicidas são microorganismos eficientes que vão combater outros fungos maléficos que causam doenças nas plantas. Ou seja, os microorganismos eficientes vão agir no controle dos maléficos, como se fosse um inimigo natural, consumindo eles como alimento.

É possível fazer biofungicidas utilizando um meio de cultura em que esses agentes biológicos vão se multiplicando naturalmente. Para fazer uma cultura, geralmente são utilizados produtos de origem natural como garapa da cana, arroz branco sem nenhum tipo de tempero e agar à base de batata. São meios com ricos nutrientes onde esses fungos se alimentam e vão se multiplicando.

Os biofungicidas também podem ser obtidos por meio de processo industrial utilizando alto volume de culturas e locais de multiplicação.

Apesar dos benefícios dos biofungicidas, é importante ressaltar que para você ter maior eficiência no controle de pragas e doenças é indicado o uso de outras técnicas associadas aos biofungicidas, como os agentes químicos, por exemplo.

A combinação de técnicas pode te garantir uma produção maior e sem prejuízos, além de propiciar uma colheita menos nociva à saúde e mais sustentável para a natureza.

Você já fez uso de biofungicidas? Conta para a gente sua experiência com essa técnica.


Publicado por:
Somos o software de gestão agrícola que vai revolucionar a forma como você administra a sua fazenda.
Share

O seu endereço de e-mail não será publicado.