Bioinsumos

Share

Bioinsumos: o que são e para que servem?

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar Teste Grátis

Os bioinsumos são utilizados desde o início da agricultura. No entanto, são a aposta para o futuro, pois apresentam a capacidade de aumentar a sua produtividade e reduzir os impactos ambientais.

Ainda são capazes de controlar doenças e pragas, promover o crescimento do seu cultivo, fertilizar o seu solo e colaborar com a fixação biológica de nitrogênio.

O uso de bioinsumos pela agricultura é um grande sucesso. O mercado desses produtos movimentou, em 2020, cerca de R$ 1,17 bilhões em biodefensivos.

Saiba que pelos usos de bioinsumos você pode reduzir até os seus custos de produção. Sendo que o interesse por eles tem se tornado cada vez maior, devido as inúmeras vantagens.

Vamos saber mais?

Bioinsumos

cultivo com bioinsumos
Fonte: Sítio Pema

Os bioinsumos formam a categoria de produtos originados a partir de microrganismos, animais e de extratos de plantas. Contudo, o processo de produção é realizado em biofábricas. O que garante que sejam produtos altamente eficientes. Nessa categoria os mais comuns são:

  • Armadilhas biológicas;
  • Biofertilizantes;
  • Bioinseticidas;
  • Inoculantes;
  • Promotores de crescimento de plantas.

Esses produtos listados acima proporcionam melhor desenvolvimento e crescimento do seu cultivo. Dessa forma, temos vários produtos conhecidos como bioinsumos. Só no Brasil, por exemplo, o mercado de biodefensivos movimentou R$ 1,7 bilhões.

Nos últimos anos, tem-se observado o aprimoramento de novas tecnologias para a agricultura, as quais proporcionam mais segurança e lucratividade a você.

Do mesmo modo, a agricultura moderna tem como ferramentas essenciais os bioinsumos, como o uso de armadilhas para o monitoramento e controle de pragas. O que dá a você a segurança de não ser surpreendido pela praga.

As armadilhas foram introduzidas no país como técnica agrícola com grande benefício a você. Pois, ela indica a presença da praga e qual seu nível populacional. Além de atrair e capturar pragas adultas presente na sua lavoura.

Armadilhas com bioinsumos utilizadas no controle de pragas
Cada armadilha é adaptada ao tipo de voo e do tamanho do inseto, o que possibilita a contagem e a captura na sua lavoura.
Fonte: G.Bio

Juntamente com o solo, temos que considerar como se ele fosse organismo vivo, sendo a base para toda produção agrícola. Por causa disso, você precisa estimular ao máximo a vida do seu solo. E a forma mais barata e simples de se conseguir isso é por meio de biofertilizantes.

Nesse sentido, os biofertilizantes são produtos compostos por componentes animais, vegetais e por microrganismos, que aumentam a produtividade e a qualidade das plantas. Portanto, qualquer adubo denominado de orgânico, é um biofertilizante.

Assim como os bioinseticidas que também são bioinsumos, esses são inseticidas biológicos elaborados a partir de bactérias, vírus, fungos e nematoides que possui atividade contra pragas agrícolas.

O uso de bioinseticidas tem crescido em virtude de vários fatores, como problemas de resistência das pragas aos inseticidas químicos. Uma das maiores vantagens ao utilizar esses produtos é a especificidade, ou seja, ele não faz mal para outras espécies não-alvo.

Da mesma forma, os inoculantes são também insumos biológicos agrícolas formado por bactérias que desempenham atividades benéficas para o desenvolvimento do seu cultivo como a formação de nódulos nas raízes das plantas, que fixam o nitrogênio do ar para as raízes.

Assim, os microrganismos do solo possuem grande relação com o desenvolvimento das plantas, o que promove efeitos benéficos. Entre esses microrganismos se encontra os promotores de crescimento de plantas.

Esses atuam na aquisição de nutrientes e liberação de substâncias que favorecem a resistência a ataques de pragas. Além de poder colonizar os tecidos das plantas, as folhas e as raízes, e assim auxilia no desenvolvimento vegetal.

Joaninha como exemplo de bioinsumo presente na natureza
A joaninha faz parte da categoria dos bioinsumos, por ser considerada predadora de pragas agrícolas. Esse inseto atua no controle, denominado de controle biológico de pragas agrícolas. Fonte: FAEMG

Os defensivos químicos são aqueles que não se enquadra como bioinsumos. Sendo que eles estão com o preço cada vez maior, devido à valorização do dólar, pois a maioria dos defensivos químicos são importados.

Insumos biológicos

Os insumos biológicos são utilizados com frequência nas diversas propriedades rurais do país e rendem bilhões de reais em economia. Seja pela fixação biológica de nitrogênio ou pelo controle biológico.

Por exemplo, a inoculação de sementes de soja com bactérias fixadoras de nitrogênio Azospirillum e Bradyrhizobium, já é praticado há mais de 100 anos no Brasil. O que representa economia de bilhões de dólares visto que não é necessário a compra de adubos nitrogenados.

Ainda mais, bioinsumos têm a capacidade de melhorar os cultivos agrícolas do país. Logo, devido à redução de custos na produção, gera menos impactos negativos ao meio ambiente e diminui a dependência de insumos importados.

Bioinsumos no controle de pragas

O interesse crescente dos bioinsumos, se deve aos problemas com doenças e pragas, que podem ser combatidos com produtos encontrados na natureza. Como, por exemplo, combater as pragas com os inimigos naturais ao invés de utilizar defensivos químicos para o controle.

Temos vários insetos que combatem pragas agrícolas, denominados de inimigos naturais. Como as formigas que são predadoras de pragas e os parasitoides que utilizam o ovo da praga para ovipositar seu ovo.

Na cultura da soja, por exemplo, são aplicados produtos biológicos para o manejo da lagarta da soja (Anticarsia gemmatalis).

Dessa forma, os bioinsumos não são apenas alternativa nos casos em que não há mais solução de controle. Pois, são tecnologias de ponta e tão eficientes como qualquer produto.

Benefícios dos bioinsumos

Bioinsumos e seus benefícios
Fonte: APTA

Em comparação com os produtos não biológicos, os bioinsumos oferecem benefícios que vão além dos resultados no aumento de produção como o valor agregado obtido com a utilização dos bioinsumos, além de resultados positivos a longo prazo.

Nesse sentido, os bioinsumos apresentam baixa toxicidade e são facilmente degradados no meio ambiente. Como resultado, reduz os impactos em comparação com os agroquímicos e reduz custos com aplicações de defensivos e fertilizantes que vão refletir diretamente na sua rentabilidade.

Outros benefícios ao utilizar produtos de origem biológica na sua fazenda são:

  • Menor impacto ambiental;
  • Promovem cultivos agrícolas alinhados com os produtos que já existem na natureza;
  • Reduz o uso de produtos químicos, como os adubos nitrogenados e inseticidas;
  • Menor custo da produção. Como exemplo, ao inocular sementes de soja com bactéria que absorvem o nitrogênio do ar e o fornece assim para o seu cultivo. (Os inoculantes, são capazes de substituir a adubação nitrogenada e isso a custo 95% menor).
  • Baixa toxicidade dos produtos;
  • Reduz a dependência de importação de insumos químicos.

No entanto, os bioinsumos apresentam prazo de validade menor e exigem maiores cuidados no armazenamento e no transporte.

Como exemplo, os inoculantes, não devem ser expostos a altas temperaturas e ao sol. Pois, as bactérias presentes nele são sensíveis a esses fatores, e elas mortas não vão converter o nitrogênio presente no ar, em nitrogênio para as raízes do seu cultivo.

Assim, os cuidados com a aplicação de bioinsumos são maiores do que os insumos químicos.

Dicas essenciais ao usar produtos biológicos

Você deve se lembrar das seguintes dicas antes de utilizar os produtos biológicos na sua propriedade:

  • Comprar produtos que apresentam registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, pois assim, você tem a garantia de utilizar produtos seguros, com procedência conhecida e legal perante a lei;
  • Observar o prazo de validade do produto;
  • Se atentar as instruções da bula quanto a dosagem;
  • Manipular, aplicar, armazenar e transportar conforme as recomendações do fabricante;
  • A respeito do inoculante, realizar a semeadura no mesmo dia da inoculação;
  • Respeitar as condições climáticas, no caso de pulverização em seu cultivo.

Vimos como os bioinsumos contribuem para o desenvolvimento das plantas, seja pelo controle de doenças e pragas. Além de melhorar a nutrição do seu cultivo e a fertilidade do seu solo.

Para isso é importante utilizar produtos dentro do prazo de validade e eles devem possuir o registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Do mesmo modo, seguir as recomendações do fabricante quanto o modo de aplicação, dosagem, manuseio, armazenamento e transporte.

Se forem produtos de boa qualidade e se aplicados corretamente, reduzem a dependência ao insumos importados, além de reduzir os custos da sua produção.

Quais são os bioinsumos que você mais utiliza na sua lavoura?


Publicado por:
Somos o software de gestão agrícola que vai revolucionar a forma como você administra a sua fazenda.
Share

O seu endereço de e-mail não será publicado.