controle biológico de pragas

Share

Como funciona o controle biológico de pragas?

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar Teste Grátis

As pragas são responsáveis por grandes perdas de produtos agrícolas, causando sérios prejuízos ao produtor.

O combate dos insetos pragas na maioria das propriedades é feito somente pelo uso de produtos químicos.

Entretanto, devido ao uso de modo incorreto, estes produtos podem perder sua eficácia, sendo mais prejudicial do que benéfico para sua lavoura.

Com isso, utilizar outros métodos de controle das pragas em campo se torna uma alternativa atrativa e viável para você, produtor.

O controle biológico de pragas é um método que te ajuda a combater seu problema sem causar danos ao ecossistema.

Para saber o que é controle biológico de pragas, como é utilizado, as vantagens de sua utilização e demais informações sobre este tema, leia o artigo a seguir!

ads

O que é controle biológico e qual sua importância?

O objetivo do controle biológico é combater pragas e insetos vetores de doenças utilizando inimigos naturais.

Seu uso é feito em qualquer área, evitando contaminação das lavouras, meio ambiente e seres vivos.

A utilização de agentes biológicos tem se tornado uma ferramenta útil para a agricultura.

O uso de produtos químicos de forma errônea, tem ocasionado resistência dos insetos pragas nas lavouras.

Aumento de insetos pragas devido a resistência aos produtos químicos.
Fonte: Portal do Agronegócio

Com isso, para conseguir ter o controle eficiente destes patógenos, há a necessidade de aumentar as doses dos produtos.

Devido a isto, existe maior chance de contaminação de alimentos, danos aos seres vivos, fauna e flora.

Além de aumentar o custo de produção da lavoura, diminuindo a renda do produtor rural.

Outra desvantagem do uso inadequado dos produtos químicos, é que além de eliminar os insetos pragas acabam eliminando também insetos benéficos para a agricultura.

Com a redução dos insetos não-alvos, há redução da biodiversidade, a ciclagem de nutrientes é afetada se o uso dos produtos químicos afetar a microbiota do solo.

Todos estes problemas são evitados com o uso de agentes naturais que controlam insetos-pragas e vetores de doenças nas lavouras.

A utilização do controle biológico não é atual, apesar de seu uso ter ganhado maior atenção devido ao aumento da agricultura orgânica, onde não se pode aplicar produtos químicos, a história e efetividade destes produtos é antiga.

Os chineses no século III já comercializavam formigas para controle de pragas no citrus.

Os estudos sobre insetos benéficos às culturas vêm se aprimorando, e hoje já existem produtos comercializados para grande escala.

>>> DOWNLOAD GRATUITO: PLANILHA PARA GESTÃO DE INSUMOS AGRÍCOLAS <<<

Produtos biológicos e seus organismos

Os produtos biológicos para controle de pragas podem ser produzidos por meio de substâncias químicas naturais, ou agentes biológicos de controle.

Veja na figura abaixo o que são e do que são compostos cada um dos produtos biológicos citados:

Classificação dos produtos biológicos de controle.
Fonte: CropLife

Os principais produtos de controle biológico de pragas são os macroorganismos como insetos benéficos, predadores, parasitóides, e microrganismos, como fungos, vírus e bactérias.

O aumento de produtos registrados vem aumentando com o passar dos anos, sendo os microrganismos os mais utilizados como base dos produtos.

Registro dos produtos biológicos nos últimos anos no Brasil.
Fonte: CropLife

Dentre os microrganismos, o principal agente biológico são os fungos, seguido das bactérias, como exemplo pode-se citar o fungoMetarhizium e a bactéria Bacillus.

A- Lagarta morta pelo fungo Metarhizium e B- lagarta morta pela ação do Bacillus thuringiensis.
Fonte:A-Pinto e B-Almeida

Os macroorganismos podem ser predadores, que necessitam se alimentar de insetos para se desenvolver, como joaninhas.

Podendo ser também parasitóides, que necessitam de um hospedeiro para completar seu ciclo de vida, como Trichogramma spp.

Geralmente os parasitóides colocam seus ovos no interior, sobre ou próximo do hospedeiro, ocorrendo a morte do hospedeiro após o desenvolvimento do agente biológico.

A- Larva de joaninha se alimentando de pulgão e B- ovos de Spodoptera frugiperda parasitados por Trichogramma spp.
Fonte:A-Embrapa e B-G.Bio

Os insetos utilizados no controle biológico são liberados no campo onde se deseja reduzir determinados insetos-praga.

Já os produtos contendo os agentes biológicos com microrganismos, podem ser utilizados de diferentes formas, via pulverização, pó, pasta.

Veja na tabela abaixo como se aplica alguns agentes biológicos.

Alguns microrganismos utilizados no controle biológico de pragas.
Fonte:Planeta Orgânico

Tipos de controle biológico e seus benefícios

O controle biológico de pragas pode ser dividido em três tipos, podendo um mesmo agente biológico ser utilizado em mais de um tipo.

O que vai caracterizar o tipo de utilização será a estratégia que você, produtor, utilizará.

Controle biológico natural

O controle biológico natural é aquele cujo inimigos já estão na área, ocorrendo naturalmente.

Sua existência controla as pragas e insetos vetores de doenças, mantendo o equilíbrio da lavoura.

Esse controle é realizado preservando os inimigos naturais na área, e para tanto é necessário utilizar inseticidas e produtos químicos seletivos para estes agentes biológicos.

Controle biológico clássico

O controle clássico consiste em liberar pequenas quantidades de inimigos naturais, predadores ou parasitóides, vindo de outro país ou região distante.

Na maioria das vezes este tipo de controle é utilizado para controlar pragas exóticas de uma região.

É realizado, em geral, em culturas perenes ou semi-perenes, pois seu controle ocorre de médio a longo prazo.

Controle Biológico Artificial

O controle biológico artificial é o mais utilizado pelos produtores, devido sua rapidez no combate às pragas em campo.

Sua ação rápida é devido a liberação de grandes quantidades destes agentes biológicos, que são criados em laboratórios.

Desse modo, a utilização deste tipo de controle biológico de pragas pode ser realizada em áreas de produção de culturas anuais.

Crisopídeos, inimigos naturais, prontos para serem liberados no campo para controle biológico de pragas.
Fonte:UFLA

Os benefícios destes tipos de controle são os mesmos:

  • Reduzir a praga que causa danos a cultura ou são vetores de doenças;
  • Não causar danos ao meio ambiente, seres vivos, fauna e flora;
  • Evitar contaminação dos alimentos, solo e rios;
  • Reduz uso de produtos químicos;
  • Ferramentas importantes para agricultura orgânica;
  • Manutenção do equilíbrio do ecossistema;
  • Não causa resistência dos insetos pragas.

Entretanto, se o uso do controle biológico não for bem planejado, ele não será efetivo.

Com isso, tem que se atentar aos seguintes pontos:

  • Planejamento deve ser correto;
  • Conhecimento da biologia da praga e do inimigo natural.
  • Treinamento é recomendado, para que a utilização ocorra de modo correto;
  • Paciência, pois o controle ser mais demorado em comparação com uso de produtos químicos;
  • Cuidado com a utilização de produtos químicos após o inimigo natural, para não afetar seu desenvolvimento e prejudicar o controle biológico.

Com os resultados positivos e as vantagens a adoção do controle biológico vem aumentando nos últimos anos.

Dados do controle biológico no Brasil.
Fonte:Sementes biomatrix

Manejo integrado de pragas

O controle biológico faz parte da estratégia do Manejo Integrado de Pragas, conhecido como MIP.

O monitoramento é a chave do MIP, que tem como objetivo a manutenção das pragas agrícolas abaixo do nível de dano econômico.

Veja na figura abaixo os pilares que compõem o MIP.

Pilares do Manejo Integrado de Pragas.
Fonte: Boas práticas agronômicas

O controle de pragas deve ser feito de modo correto e na época adequada, por isso o monitoramento é uma das bases do MIP.

No MIP, o controle químico das pragas é utilizado produtos seletivos aos inimigos naturais.

Além da rotação do ingrediente ativo para evitar resistência dos insetos pragas.

Desse modo, a associação de controle biológico e controle químico, em áreas onde não se realiza agricultura orgânica, é possível, sendo necessário conhecimento e atenção aos produtos utilizados.

Conclusão

Neste artigo você viu que o controle biológico de pragas tem sido utilizado cada vez mais, devido às suas vantagens.

Viu que insetos, vírus, fungos, bactérias e nematoides, podem ser seus aliados no combate às pragas.

Conheceu os tipos de controle biológico de pragas utilizados na agricultura e quando são utilizados.

Todo manejo deve ser planejado corretamente para ter um bom resultado, desse modo, o monitoramento é imprescindível para adoção do controle biológico de pragas.

Espero que este artigo tenha fornecido informações úteis para você. Quer saber mais sobre manejo integrado de pragas? Clique aqui!

Até mais!


Publicado por:
Engenheira Agrônoma pela Universidade Estadual de São Paulo (UNESP),mestre em Sistemas de Produção pela pela mesma instituição. Doutora em Fitotecnia pela Universidade de São Paulo (ESALQ/USP).
Share

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *