impostos da soja

Share

Conheça os principais impostos sobre a venda de soja

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar Teste Grátis

A principal área dentro de qualquer empresa é a financeira. Sabe o motivo disso?

É através da área financeira que os gestores e donos do negócio são capazes de analisar a situação atual da empresa e assim traçar um plano de vendas e de investimentos a curto, médio e longo prazo.

Quando não se tem o controle dos gastos totais da empresa para a produção e venda de seus produtos, os gestores e os donos não têm condições de dizer se estão tendo lucro ou prejuízo. Isso afeta também a precificação da sua mercadoria.

Como você poderá saber o valor mínimo que deve vender o seu produto para ter um lucro, se não controla profundamente o seu sistema financeiro?

A gestão financeira da sua lavoura também é importante para você entender como funciona a tributação que o governo exige da sua propriedade rural no momento de venda e compra de insumos.

É essencial para manter o seu negócio com todas as suas obrigações financeiras em dia!

ads

Por mais que seja importante para a sobrevivência de todas as lavouras, muitos produtores rurais ainda não têm totalmente mapeado a gestão financeira e tributária do seu negócio rural.

E se você é um deles não fique preocupado! Fizemos esse artigo para te ajudar a compreender quais são os principais impostos que incidem a você, produtor rural.

Vamos lá?

Importância do cultivo da soja para agricultura

Antes de conhecer os principais tributos que incidem na produção de uma lavoura de soja, é essencial entender a importância da cultura da soja para a agricultura brasileira.

Você sabia que o marco do cultivo da soja em solo brasileiro se deu em 1901? Pois, é! Mesmo que tenha se notado uma produção em caráter experimental em 1882.

Hoje em dia, a soja é considerada a plantação mais forte na agricultura brasileira com um alto número nas exportações.

Segundo a Stoller “A soja pode ser considerada um dos grãos mais importantes da agricultura na atualidade, sendo a principal fonte de renda de muitas propriedades brasileiras. Tradicionalmente cultivada no verão devido suas características fisiológicas e exigências climáticas, a soja vem ganhando território na agricultura ano após ano, sendo a principal cultura de verão de diversas lavouras brasileiras.”

Diante da sua importância para a economia brasileira, os legisladores se dispuseram a criar leis e tributos para regular essa área.

Você sabe o que é um imposto e quais são os principais impostos incidentes na agricultura da soja?

Se não sabe, continue com a gente, pois vamos te explicar!

>>> DOWNLOAD GRATUITO: PLANILHA PARA GESTÃO DE INSUMOS AGRÍCOLAS <<<

Saiba o que é um Imposto e a sua importância para o sistema financeiro

No Brasil existe diversos tipos de tributos e um deles é o imposto. Mas, você sabe o que é um imposto?

Segundo o Serasa “Como o próprio nome já indica, é algo que é obrigado. O Imposto é um tributo obrigatório cobrado pelo governo. Isso quer dizer que é um valor que você paga e contribui para custear as despesas administrativas do Estado. O não pagamento pode gerar multas e até punição legal.”

A princípio pode até parecer algo negativo ou ruim, porém é a forma que o Estado dispõe para a sua sobrevivência e prestação de alguns serviços obrigatórios perante a constituição do nosso país como a saúde pública e o acesso de todos a educação. Por isso, é tão importante que todos contribuam desde as empresas até as pessoas físicas.

Agora que você sabe o que é imposto, fica mais fácil entender quais são os principais impostos da soja e como eles podem influenciar a sua propriedade rural.

Conheça os principais impostos sobre a venda de soja

Primeiro é necessário que você tenha em mente que algumas variáveis podem influenciar nos impostos que você deve pagar no momento da venda da sua safra de soja.

Você sabe quais as variáveis podem influenciar os impostos a serem pagos em sua negociação?

As variáveis que afetam o seu negócio são:

  1. O local do qual é originado a sua mercadoria;
  2. O estado para o qual será destinado à sua produção;
  3. O regime tributário em que se enquadra a sua propriedade rural.

O regime tributário que a sua propriedade se enquadra é o ponto mais crucial, pois dividirá a sua empresa em jurídica ou física e há diferenças de tributações entre as duas.

Vamos te explicar sobre essa diferença no próximo tópico!

Continue lendo para conhecer qual é o regime mais benéfico a você.

Descubra como funciona a tributação para pessoa física e jurídica

Quando se trata do regime de tributação dos trabalhadores do campo, você deve lembrar que pode ser enquadrado como pessoa física ou pessoa jurídica.

Esse enquadramento tributário implica nos impostos que terá que pagar, bem como nas oportunidades de comercialização que poderá executar.

Você sabe quais impostos são atribuídos a cada regime tributário?

Vamos te contar agora, fique atento!

A principal diferença de tributação está no Imposto de Renda e no Funrural. Ambos são incididos tanto para os produtores rurais pessoas físicas e jurídicas, porém de maneira diferente.

Segundo o site Lavoura “para os produtores de soja, a alíquota do Funrural é de: 1,5% para pessoa física e 2,05% para pessoa jurídica.”

Mas não é somente isso!

O imposto de renda é feito pela escrituração em livro de caixa no caso do produtor rural pessoa física. No caso do produtor rural pessoa jurídica, ele pode ser feito pelo simples nacional, lucro real ou presumido.

Há ainda a incidência do PIS/Pasep e Cofins somente para os produtores rurais pessoas jurídicas.

ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) é outro imposto que incide sobre a venda da soja. Ele é de competência estadual e incide tanto para o produtor rural pessoa física quanto para o produtor pessoa jurídica.

Como esse imposto é estadual, você deve procurar conhecer qual a alíquota de ICMS é praticada no estado em que irá atuar.

Você já entendeu sobre os impostos da soja, agora que tal entender dos benefícios de se conhecer e controlar os custos da sua propriedade rural.

Razões para se conhecer os custos da sua propriedade rural

O controle dos custos da sua produção traz inúmeros benefícios à sua lavoura e é essencial que você conheça os principais pontos positivos que terá ao gerir melhor o seu setor financeiro.

Os principais pontos positivos ao se controlar as finanças da sua propriedade rural são:

  1. Reduz as chances de problemas na produção;
  2. Diminui os gastos excessivos em locais desnecessários;
  3. Ajuda no crescimento da empresa;
  4. Auxiliar no investimento nas áreas corretas da sua propriedade rural;
  5. Traz o fortalecimento da sua lavoura.

São benefícios que podem ser vistos a curto, médio e longo prazo e ajudam você a alcançar o tão sonhado crescimento sustentável.

Conclusão

É importante ter em mente que o imposto da soja não é algo que possa ser medido de forma igual para todos que trabalham com esse cultivo.

Porém, é necessário compreender alguns pontos como o local de origem e de destino do produto e o enquadramento do seu regime tributário. Já que você pode ser enquadrado como produtor rural pessoa física ou jurídica.

Você já pensou qual é o melhor regime tributário para enquadrar a sua lavoura?


Publicado por:
Somos o software de gestão agrícola que vai revolucionar a forma como você administra a sua fazenda.
Share

O seu endereço de e-mail não será publicado.