Macrophomina em soja

Share

Tudo o que você precisa saber sobre Macrophomina em soja

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar Teste Grátis

Você já viu uma plantação que estava passando por um momento não muito bom, que não estava forte e saudável?

Isso não é falta de cuidado do produtor, muitas vezes é muito complicado identificar certos tipos de pragas que estão assolando a plantação e isso dá um sentimento de impotência e tristeza.

Para tentar te ajudar, neste artigo iremos falar sobre a Macrophomina phaseolina: o que é, como identificar, como tratar e tudo mais que você precisa saber para lidar com esse fungo tão presente nas lavouras de soja.

Se você tem uma plantação de soja ou deseja ter, esse artigo foi feito exclusivamente para você. Então não perde tempo e leia o conteúdo que fizemos para você.

Vamos lá?

O que é Macrophomina phaseolina em soja

Que produtor nunca se deparou com a sua plantação de soja com uma aparência ruim e não conseguiu identificar as causas da perda da plantação.

ads

Muitas vezes somente percebemos quando já é tarde demais e a plantação já foi perdida. Mas, você sabia que uma das causas da doença em sua lavoura pode ser a Macrophomina phaseolina, também conhecida por podridão negra.

É um fungo que causa interferência nas plantações de soja, afetando a sua produtividade e qualidade.

A Macrophomina phaseolina causa problemas na absorção de água e de nutrientes pela planta, o que não a permite executar a fotossíntese. Tão importante para o seu crescimento saudável e sobrevivência.

Ele é um fungo que dura cerca de 15 anos no solo e pode ser causado ou agravado por dois fatores:

  1. Quando há somente a monocultura da soja em sua propriedade;
  2. Quando você executa a semeadura direta, que gera muito acúmulo de palhada no solo propiciando o aparecimento da Macrophomina phaseolina.

E ainda tem mais! Quando a soja está sofrendo muito estresse por falta de água pode acontecer de aparecer os sinais da podridão negra e quando se vê esses sinais é preciso agir com rapidez e eficiência.

Ele é transmitido através das sementes, por isso é preciso cautela quando for comprar o seu fornecimento de insumos, isso porque as sementes não mostram sinais de que estão com esse fungo tão prejudicial.

O micélio e os microesclerócios do fungo causador da podridão negra crescem dentro do tegumento da semente infectada.

O importante agora é você saber como fazer o controle deste fungo para que ele não se alastre em sua plantação e faça você perder o investimento que foi feito.

>>> DOWNLOAD GRATUITO: PLANILHA PARA GESTÃO DE INSUMOS AGRÍCOLAS <<<

Como fazer o controle de macrophomina em soja

Não é segredo que a Macrophomina phaseolina é um desafio para você, produtor rural, que trabalha com a produção de lavouras de soja. Porém, há algumas formas de tentar fazer o controle desse fungo.

Quer saber como? Continue com a gente!

A Macrophomina phaseolina é um fungo que possui alta capacidade de sobrevivência por longos períodos, mesmo em condições adversas, o que torna difícil o seu controle. Porém, você pode adotar o cultivo de plantas que sejam mais resistentes.

Mas, como você pode saber quais são os cultivos que têm mais resistência à Macrophomina phaseolina?

Você terá que estudar e se precisar, pedir assistência a um profissional da área para te ajudar a escolher quais tipos poderá produzir.

Isso, se a sua região ou propriedade tiver registros de caso desse fungo de complicado manejo na lavoura.

Pensando em você trouxemos um estudo feito por COSTAMILAN, L.M., BERTAGNOLLI, P.F., PANISSON, F.T. da Embrapa Passo Fundo sobre quais seriam as melhores viabilidades de plantação para você que possui problemas com a Macrophomina phaseolina em sua propriedade.

Você pode conferir esse trabalho clicando aqui. A partir do conhecimento que terá com este estudo feito pelos profissionais da EMBRAPA, será capaz de aumentar a sua produção e ter mais controle sobre esse fungo.

Depois de tentar fazer o controle da Macrophomina phaseolina em sua produção, vamos descobrir quais são os impactos econômicos que ela traz para você.

Impacto econômico causado pelo bacillus e macrophomina phaseolina em soja

Esse fungo de difícil tratamento e controle quando está presente em sua produção traz um impacto econômico bastante grande. Já parou para analisar quais foram?

A sua sobrevivência por longos períodos no solo, a dificuldade de encontrar plantas que sejam fortes e as suas características de infecção fazem com que o impacto econômico seja grave e grande, pois ela tem uma alta capacidade de destruição de sua plantação.

A Macrophomina phaseolina causa uma perda de produtividade por um longo período, o que dificulta o retorno à normalidade de sua produção.

Esse impacto pode ser reduzido através do uso de fungos do gênero Trichoderma spp, crescimento da utilização de substrato orgânico e de moléculas químicas.

Para que o impacto possa ser reduzido ainda mais, também é importante descobrir a doença no momento certo, por isso nós trouxemos os principais sintomas que você pode encontrar em sua produção.

Leia o próximo tópico para saber e se prevenir!

Como descobrir a doença macrophomina em sua soja

Se você está convivendo com as dificuldades de lidar com o tratamento e descoberta do fungo Macrophomina phaseolina em sua plantação, precisa entender alguns dos sintomas que a sua lavoura pode dar se estiver com esse fungo.

Segundo a Infoteca da EMBRAPA, pesquisadores identificaram que existe um tipo de solo que tem mais facilidade para que o fungo Macrophomina phaseolina exista e cresça. Quer saber qual é?

Em nosso país, os solos com alta densidade (mais compactados) e que estão sob elevada temperatura têm maiores chances de que as plantações de soja sejam vítimas da Macrophomina phaseolina.

Apesar de ter essa probabilidade maior, não há como padronizar a certeza para todos esses solos. Por isso, saber quais são os sintomas mais comuns que esse fungo desperta em sua plantação de soja faz toda a diferença.

Continue lendo para saber quais são e assim saber identificar e tratar no tempo certo.

Primeiro, você precisa compreender que os sintomas variam de acordo com a idade da sua plantação.

O segundo ponto de atenção é que o agravamento dos sintomas ocorre se o solo estiver com umidade baixa e exposto a altas temperaturas.

Alguns dos sintomas são:

  1. Quando as sementes estão com aspecto de podre;
  2. As raízes e o caule apodrecem muito facilmente;
  3. Há um amarelamento nas folhas da soja;
  4. Ela traz lesões que possuem cor marrom-escura na região do colo da planta;
  5. Não tem um padrão nas infecções, ou seja, ocorre em plantas de fileiras diferentes;
  6. As raízes podem ser arrancadas muito facilmente e estão com a derme solta.

Com esses apontamentos, você consegue identificar alguma anormalidade e fazer a correção no tempo adequado.

Conclusão

A Macrophomina phaseolina é uma doença que atinge muitos produtores rurais e é de difícil controle e descoberta. Por isso, é importante ficar de olho em sua plantação para que saiba o quanto antes se a sua produção está sendo vítima desse fungo.

O cuidado nunca é pouco com as sementes que compra e com a saúde do solo, pois é através deles que você pode tentar impedir que a Macrophomina phaseolina ataque a sua lavoura de soja e assim afete a sua produtividade no curto e longo prazo.

Caso verifique que a sua produção está com alguns dos sinais apresentados durante este texto, é necessário tomar rápidas providências como usar os fungos do gênero Trichoderma spp, aumentar a utilização de substrato orgânico e de moléculas químicas.

O cuidado antecipado faz com que você consiga prevenir as fases mais graves do fungo e o seu espalhamento para toda a lavoura.

E aí, você notou alguma diferença em sua soja?


Publicado por:
Somos o software de gestão agrícola que vai revolucionar a forma como você administra a sua fazenda.
Share

O seu endereço de e-mail não será publicado.