preço-do-trigo

Share

Fatores que influenciam no preço do trigo

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar Teste Grátis

O trigo está presente em praticamente todos os lares brasileiros, principalmente por meio do pão nas refeições diárias.

Entretanto, você sabia que nem todo o trigo produzido tem boa qualidade industrial para fabricação de farinha?

Você sabia também que o preço recebido por você, produtor, é devido às características do grão colhido na sua lavoura e as qualidades dele industrial?

Veja abaixo como a qualidade do seu trigo influencia no preço recebido, o que interfere na cotação do trigo, e mais, venha conferir!

Como a qualidade do grão de trigo interfere no preço?

O trigo é um dos principais cereais consumidos no mundo, seja por meio do consumo dos grãos in natura, mas principalmente pelos seus derivados, como a farinha.

Entretanto, não é qualquer trigo utilizado para fabricação de farinhas que fazem pão, bolos, bolachas e biscoitos.

ads

Algumas características dos grãos influenciam na qualidade industrial da farinha produzida, e consequentemente no preço pago.

Assim, os trigos são classificados em 5 classes, que são determinadas pela força do glúten e número de queda.

A força do glúten indica a qualidade de panificação da farinha obtida pelos grãos de trigo.

Ela é relacionada à quantidade de proteína presente nos grãos, o valor de força do glúten mede a energia necessária para deformação da massa, ou seja, mede a resistência da massa à extensão.

O número de queda é conhecido também como “falling number”, que está relacionado com a quantidade da enzima α-amilase presente no grão.

Quanto maior o valor mais baixo é a atividade desta enzima e melhor a qualidade da farinha para panificação.

Tabela de classificação do trigo em 5 classes
Fonte: Embrapa

A classe brando é indicada para fabricação de biscoitos doces e em confeitarias. O trigo pão é utilizado para folheados, massas alimentícias e claro, o pão.

O trigo classificado como melhorador para panificação deve ser misturado com o tipo brando, mas são utilizados também para massas alimentícias, bolachas tipo água e sal, e pão de forma.

O trigo para outros usos é a classe que determina a qualidade do trigo para alimentação animal ou uso industrial.

A espécie Triticum durum produz grãos classificados em trigo durum, utilizado para a produção de massas tipo italiana.

Estas características dos grãos influenciam principalmente o preço dos trigos nas indústrias.

Para o produtor, a principal interferência no preço recebido é pela classificação por tipo, veja a seguir.

>>> DOWNLOAD GRATUITO: PLANILHA PARA GESTÃO DE INSUMOS AGRÍCOLAS <<<

Classificação por tipo

Para comercialização dos grãos colhidos, as empresas compradoras fazem algumas análises que determinaram o valor pago a você, produtor.

Ao realizar as análises, a carga dos grãos é classificada em 3 tipos: tipo 1, tipo 2 e tipo 3.

As análises realizadas são:

  • Grãos avariados: são grãos danificados por insetos, pelo calor, mofados, ardidos, chocho e quebrados;
  • Umidade: é a quantidade de água presente no grão, o teor de água recomendado para trigo é 13%;
  • Matérias estranhas e impurezas: são partículas de presentes no lote dos grãos, oriundo da planta de trigo (impureza) ou não (matérias estranhas);
  • Peso hectolitro: a massa de 100 (cem) litros de trigo, expressa em quilogramas (kg).

O peso hectolítrico é a principal medida que influencia no preço, pois todas as análises, como umidade, matérias estranhas e impurezas e grãos avariados, são levadas em consideração nesta avaliação.

Se seus grãos apresentarem alta umidade, grande quantidade de impurezas e matérias estranhas, o peso hectolítrico irá reduzir, e consequentemente o preço ofertado pela sua produção será menor.

Tabela de classificação do trigo em 3 tipos
Fonte: Embrapa

Caso os grãos não atendam o mínimo exigido no tipo 3 ele é classificado como fora do tipo.

O produtor pode vender sua produção nesta classificação, perdendo dinheiro na comercialização, ou pode beneficiar novamente a carga e para ser classificado em um dos três tipos.

Cotação do trigo no mercado internacional e nacional

A qualidade influencia bastante no preço pago dos grãos, como você viu, entretanto, os valores ofertados para você no momento da venda são definidos pelas bolsas de valores.

Para o trigo, assim como para a soja, a bolsa de referência internacional é a Bolsa de Chicago (CBOT).

Assim, conforme o valor do trigo na bolsa aumenta, os valores pagos aos produtores devem subir.

Entretanto, não é proporcional o valor cotado nas bolsas do valor pago aos produtores, assim como é diferente o preço pago nas regiões do Brasil.

Isso ocorre devido a alguns fatores que devem ser levados em consideração, como: distância para os portos, no caso de exportação, valor do dólar, armazenagem, entre outros que veremos no próximo tópico.

Além do mercado internacional, para a cultura do trigo o mercado Sul-americano, assim como o regional desempenham um forte papel nos preços.

O trigo produzido no Brasil não é suficiente para cobrir toda a demanda nacional, assim parte do trigo brasileiro é importado principalmente da Argentina.

Caso ocorra perda de produção dos argentinos, o preço do trigo nacional aumenta, pois haverá falta deste cereal.

Assim, é importante acompanhar o mercado do trigo, ficando atento no que ocorre nas principais regiões produtoras.

Veja a cotação do trigo atual nos dois principais Estados produtores nacionais.

Principais fatores que ditam o preço do trigo

Nos últimos tempos, você deve ter notado grande volatilidade dos preços pagos aos produtores.

Parte desta volatilidade é reflexo da pandemia, que manteve as pessoas em isolamento, aumentando o consumo de comidas caseiras, logo aumentando a demanda do produto.

Mas não foi e é apenas a pandemia do coronavírus que deu margem para o aumento do preço do trigo.

Alguns fatores contribuíram para essa elevação como:

Preço dos insumos

O preço dos insumos utilizados durante a produção, como sementes, adubos e defensivos, refletem no valor final dos grãos.

Para ter lucro, o valor pago dos produtos utilizados durante a condução da lavoura em campo, entram no custo de produção.

Assim, se os preços dos produtos sobem, os produtores buscam preços para vender seus grãos acima dos gastos obtidos, para que tenham lucro.

Clima

As intempéries climáticas como geadas e secas, causam sérios prejuízos às plantas em campo, e isso reflete no preço dos grãos.

Caso haja redução na produtividade da lavoura, menor será a quantidade a ser comercializada, assim, ocorre aumento dos preços.

Outra interferência do clima nos preços é a ocorrência destas intempéries em outras culturas com finalidades semelhantes ao trigo, como no caso do milho.

Como ocorreu nos últimos tempos, a falta de chuvas e a ocorrência de geadas nas lavouras de milho, fez com que a oferta deste produto diminuísse, como resultado, o preço deste cereal aumentou.

Os produtores de suínos e aves principalmente, buscaram mudar a alimentação destes animais, visando diminuição dos custos, assim, um substituto foi o trigo.

O aumento da demanda de trigo por este ramo, fez com que o preço do trigo subisse.

Produção mundial

Se a produção de trigo no mundo for baixa, certamente o valor do mercado será alto, é a lei da oferta e demanda.

Quanto mais trigo estiver disponível no mercado, menor será o valor pago pelo produto, assim como o contrário ocorre.

Assim como, com quebra de safras dos principais produtores locais, o estoque desses grãos reduz, diminuindo, por consequência, a oferta dos seus derivados.

Área, produção, consumo e estoque mundial de trigo (1000 t)
Fonte: Conab

Valor do dólar

Como o preço tem referência na bolsa de Chicago, o valor da cotação é em dólar.

Com preço do dólar alto, maior é o valor de referência, no entanto, o preço dos insumos sobe.

Consumo de alimentos à base de trigo

A demanda grande de alimentos a base de trigo, faz com que o mercado demande mais trigo das indústrias, que por sua vez necessita de trigo dos produtores.

Com a pandemia esse cenário foi bem claro para as commodities agrícolas.

As pessoas compraram mais alimentos com o receio da duração do isolamento mundial, isso fez com que os preços subissem.

Preço do frete

Outro fator que impacta no preço recebido pelos produtores é o valor do frete até o local de destino, seja para a indústria, para o porto ou outra região.

Assim, o valor do combustível é um vilão para o produtor, com diesel alto, mais caro é o frete, menor sua margem de lucro.

Conclusão

Neste artigo você viu que a qualidade dos grãos colhidos em campo influencia o preço do trigo no momento da venda.

Viu que é importante acompanhar as cotações do mercado atual como do futuro, para poder conhecer o dinamismo dos preços recebidos.

É necessário estar sempre atento às notícias internacionais e nacionais, devido ao reflexo dos fatores no preço recebido deste cereal, para poder conseguir o melhor preço para seu produto.

Além disso, viu que existem diversos fatores que podem aumentar e derrubar os preços, fique atento a eles!

Espero que este artigo tenha fornecido informações úteis para você. Quer saber mais sobre trigo? Clique aqui!

Até mais!

programa de pontos do produtor rural - myfarm


Publicado por:
Engenheira Agrônoma pela Universidade Estadual de São Paulo (UNESP),mestre em Sistemas de Produção pela pela mesma instituição. Doutora em Fitotecnia pela Universidade de São Paulo (ESALQ/USP).
Share

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *