baculovírus

Share

Como o baculovírus pode ser seu aliado no controle de pragas na lavoura

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar Teste Grátis

Os baculovírus são vírus que são capazes de causar doenças em insetos, principalmente nas lagartas.

Antes de mais nada é importante ferramenta, principalmente no controle biológico de pragas.

O controle biológico é o uso de insetos, que colocam ovo nos ovos da praga ou que se alimentam das pragas. Além do uso de bactérias, vírus e fungos que controlam as pragas agrícolas.

Ainda mais, o uso de vírus, como o baculovírus, que controlam eficientemente pragas se utilizados de forma adequada.

O baculovírus é empregado no controle de várias lagartas, como Anticarsia gemmatalis, Spodoptera frugiperda e Helicoverpa armigera, em cultivos de milho e soja.

Do mesmo modo, a infecção das lagartas começa pela ingestão de folhas que foram pulverizadas ou irrigadas com baculovírus.

ads

O baculovírus causa alta mortalidade de lagartas independente da lâmina de água aplicada no manejo da sua irrigação. Dessa forma, permite economia de água a ser aplicada.

Na atualidade, muitas empresas produzem bioinseticidas a base de baculovírus.

Mas a maceração de lagartas para a produção de caldas de pulverização já foi relatado a muitos anos. Ou seja o uso de baculovírus no controle de pragas, já é utilizado a muito tempo.

Porém, não é qualquer lagarta que pode ser macerada. Somente as lagartas infectadas com o baculovírus, terão eficiência para o controle quando usadas para a produção de calda.

O que é baculovírus?

Os baculovírus são o grupo mais comum e mais estudado dentre os grupos de vírus que causam doenças em insetos. Pelo motivo de serem os vírus com o maior potencial de controle biológico de pragas.

Contudo, o baculovírus é um tipo de vírus de ocorrência natural e específico. Isso quer dizer que mata a praga específica e não afeta o desenvolvimento de outros insetos.

Hoje, são conhecidos mais de 20 grupos de vírus que causam doenças a insetos.

Apesar disso, o uso de baculovírus em grandes culturas, é importante ferramenta de manejo de pragas em soja. Pois, o controle é superior a 90% aos 8 dias após a aplicação, viu o quão é eficiente?

A grande vantagem do uso de baculovírus é a seletividade, ou seja, não faz mal a insetos benéficos encontrados na sua lavoura. Logo, é importante ferramenta no seu manejo de pragas.

Por exemplo, a lagarta no início da infecção apresenta corpo amarelado e mole e com o passar do tempo, perde os movimentos e fica escura e apodrece. Na qual elas ficam penduradas na parte aérea da planta.

baculovírus

Fonte: Giovana Cândida

Como age o baculovírus?

As lagartas precisam se alimentar de folhas de soja pulverizadas com o baculovírus, dessa forma, propicia a multiplicação do vírus no corpo da lagarta.

Seja como for, após quatro dias, as lagartas infectadas deixam de se alimentar, ficam enfraquecidas e obtém o aspecto descolorido.

As lagartas doentes tendem a se deslocar para as partes superiores do cultivo de soja e perdem a mobilidade. Elas morrem entre o sexto e o décimo dia após a aplicação, ficam dependuradas nas folhas do cultivo.

Todavia, após alguns dias as lagartas mortas apodrecem e liberam grande quantidade de vírus sobre as folhas. Esse vírus liberado serve para contaminar outras lagartas que estão na sua lavoura.

baculovírus
Fonte: Giovana Cândida

>>> DOWNLOAD GRATUITO: PLANILHA PARA GESTÃO DE INSUMOS AGRÍCOLAS <<<

Aplicação do baculovírus

A aplicação do baculovírus deve ser realizada quando a maioria das lagartas são pequenas.

Ainda assim, para o controle eficiente, você deve considerar as duas situações abaixo:

  • Ocorrência de estiagem ou plantas menores que 50 cm:

Aplicar quando forem encontradas no máximo, 20 lagartas pequenas ou 15 lagartas pequenas e 5 lagartas grandes no pano de batida;

  • Chuva normal ou plantas maiores que 50 cm:

Aplicar quando forem encontradas no máximo, 40 lagartas pequenas ou 30 lagartas pequenas e 10 grandes por pano de batida;

Porém, antes de colocar a formulação do baculovírus no tanque de pulverização, você deve fazer a pré-mistura com pouco de água. A pré-mistura pode ser realiza em recipiente de vidro ou saco plástico e você deve agitar até dissolver o todo o pó.

E se a sua população de lagartas estiver em nível populacional acima do aconselhado? Você pode misturar o baculovírus com ¼ da dose de inseticidas recomendados para o controle da lagarta.

Até o momento, apenas os inseticidas endossulfam, profenofós e os produtos fisiológicos são recomendados para serem misturados com o baculovírus.

Equipamento para pulverização do baculovírus

A pulverização pode ser feita com pulverizadores de barra, costais ou canhão, com o uso de 100 L a 200 L de água por hectare. Para aplicação aérea, você deve utilizar no mínimo 15 L de água por hectare.

Em qualquer tipo de pulverização, você deve tomar cuidado de verificar se a aplicação proporciona boa cobertura foliar. A boa cobertura foliar vai depender do estágio em que se encontra a sua lavoura, logo você vai ter que realizar ajustes.

Em outras palavras, os ajustes são necessários para que ocorra boa cobertura das folhas, pois o baculovírus tem que ser ingerido pelas lagartas se não, elas não morrem.

A pulverização deve ser realizada na parte da tarde, após as 16 horas, dessa forma, os baculovírus são preservados dos raios ultravioletas. Deve ser utilizado espalhante adesivo para garantir melhor aderência e cobertura das folhas do seu cultivo.

Em ambos os casos é recomendado que você utilize o bico tipo leque. A época da primeira pulverização é muito importante. Pois, você deve efetuar o controle aos primeiros sinais da presença da praga.

Nos primeiros sinais da presença da praga na sua lavoura o controle é mais assertivo, pois nessa época as lagartas são mais sensíveis. As lagartas são mais sensíveis devido ao seu tamanho reduzido.

Vantagens da utilização do baculovírus

  1. O baculovírus é específico para lagartas, não prejudica o desenvolvimento de outros insetos, nem do homem, animais e plantas, além de não poluir a água e o solo;
  2. Controla as lagartas, geralmente, com única aplicação durante a safra, pois as lagartas que morrem após a aplicação, liberam grande quantidade do vírus na sua lavoura, o que contamina as demais lagartas;
  3. O baculovírus é tão eficiente quanto o controle químico, quando é aplicado de acordo com as recomendações, além de ser mais econômico.
lagarta - baculovírus
Lagarta controlada por baculovírus
Foto:AgBitech

O baculovírus não deve ser aplicado quando:

  • A desfolha na lavoura atingir 20% até o final de floração, ou 10% a partir do início do desenvolvimento de vagens;
  • Ocorrerem lagartas no início do desenvolvimento da cultura, associados com períodos de seca;
  • Acontecer, junto com lagarta, outros insetos que estejam em níveis populacionais que precisem de controle.

O baculovírus demora cerca de 7 a 10 dias para matar as lagartas, e isso não deve preocupar você. Pois, desfolhas de até 30% no período vegetativo e de floração da soja, não causam perdas de produtividade da cultura.

Onde encontrar o baculovírus?

Os produtos comerciais a base de baculovírus são fabricados por várias empresas e são disponíveis em revendas de insumos agrícolas.

baculovírus
Foto: Sosa-Gomez

Conservação do baculovírus

As condições de armazenamento afetam a infecção, assim, o tempo de prateleira deve ser respeitado para que se mantenha a eficiência de controle da praga.

Para ter sucesso com a aplicação do baculovírus, você deve:

  • Armazenar o bioinseticida em local seco e fresco, sem luz, para melhor conservação da qualidade do produto.
  • Realizar a primeira pulverização assim que sua lavoura apresentar os primeiros danos causados pela praga.
  • Fazer o monitoramento de maneira certa, pois a primeira aplicação é fundamental, quanto menor estiver a lagarta, mais eficiente será o controle.
  • Realizar as pulverizações após as 16 horas, por causa da menor incidência de raios ultravioletas.
  • Colocar a vazão adequada de acordo com a sua tecnologia, pois, deve haver a deposição adequada do baculovírus na folhagem do seu cultivo.
  • Utilizar espalhante adesivo, pois este melhora a aderência e distribuição do produto na planta.
baculovírus
Lagarta morta por baculovírus
Fonte: Eje 21

Em geral o bioinseticida a base de baculovírus tem apresentado controle satisfatório de lagartas, desde que aplicado de acordo com as especificações do produto.

Pode ser misturado no tanque com água para pulverização terrestre com o trator realizar pulverizações aéreas.

A utilização do baculovírus por ser inseticida natural, não tem qualquer efeito prejudicial ao homem, além de não afetar outros insetos benéficos. Ainda não proporciona riscos de contaminação ao meio ambiente, seja nas águas ou no solo.

Viu como o baculovírus é mais do que um grande aliado na sua produção?


Publicado por:
Somos o software de gestão agrícola que vai revolucionar a forma como você administra a sua fazenda.
Share

O seu endereço de e-mail não será publicado.