Estufa agrícola

Share

Estufa agrícola: saiba o que é e suas funções

Quer saber mais sobre o MyFarm?

Entre em contato e agende uma demonstração com nossos consultores!

Solicitar Teste Grátis

A estufa agrícola é basicamente uma estrutura utilizada por produtores que desejam realizar um cultivo protegido e seguro.

De modo geral, ela protege as plantas das alterações drásticas do clima e permite o controle da luz e calor do ambiente.

Neste artigo, vamos explicar como a estufa agrícola funciona e apresentar suas vantagens e desvantagens.

Acompanhe a seguir!

O que é estufa agrícola e para que serve?

A estufa agrícola consiste basicamente em uma estrutura que ajuda a proteger a lavoura de variações climáticas expressivas, como chuvas fortes e ventos. Além disso, o ambiente contribui para a prevenção do acometimento de doenças, pragas e animais invasores.

Na prática, a estrutura da estufa agrícola pode ser feita de materiais como madeira, cloreto de polivinil flexível (PVC) e mistas (com madeira e PVC ou madeira e aço galvanizado) e revestidas de materiais transparentes como plásticos e vidros que possibilitam a passagem de luz solar e o controle de fatores ambientais.

ads

Contudo, a estufa agrícola serve para melhorar a qualidade da produção, visto que protege as culturas de eventualidades que podem comprometer os resultados da lavoura. Como resultado, é possível ter plantas mais resistentes, que produzem frutos de maior qualidade para o mercado.

Quais são os benefícios da estufa agrícola?

Ao adotar o sistema de plantio realizado por meio de estufa agrícola, o produtor pode contar com os seguintes benefícios:

  • Protege as culturas de intempéries climáticas como: frentes frias, excesso de chuvas, granizo, ventos e incidência direta da luz solar;
  • Mantém a integridade dos produtos cultivados;
  • Favorece colheitas o ano todo, devido a manutenção da temperatura interna;
  • Reduz a entrada de pragas;
  • Proporciona um ambiente controlado;
  • Acelera o período de cultivo das plantas;
  • Possibilita o melhor uso dos recursos como água, nutrientes e fertilizantes.

>>> MATERIAL GRATUITO: E-BOOK GUIA COMPLETO PARA GESTÃO AGRÍCOLA <<<

Quais são os tipos de estufas agrícolas?

Em síntese, existem vários tipos de estufas agrícolas utilizadas no Brasil. Sendo que, no geral, o que diferencia umas das outras são características relacionadas ao tamanho, valor, variação de luz solar, dentre outras.

No mais, o que vai determinar a melhor escolha será o tipo de plantação cultivada na estufa. Confira a seguir!

Arco tubo

O modelo de estufa chamado Arco tubo é simples e econômico, além de ser fácil de instalar e possuir um custo reduzido. Na prática, esse tipo de estufa é espaçosa, resistente e tem boa ventilação.

Sendo assim, esse modelo é muito utilizado por pequenos e médios produtores que cultivam culturas baixas como morango, alface e couve. Também é ideal para culturas mais exigentes como hortaliças e flores, que necessitam de um controle maior do microclima.

Arco treliçado

Uma das grandes vantagens do modelo da estufa de Arco treliçado é o seu custo-benefício. Em geral, elas são recomendadas para o cultivo hortifrutigranjeiro, já que possuem um grande espaço interno e alta resistência ao vento.

Vale destacar que apesar de ter um custo relativamente baixo, quando comparado com as demais opções, esse modelo garante toda qualidade e segurança que uma casa de vegetação exige.

Arco dente de serra

A estufa agrícola Arco dente de serra é caracterizada pelas aberturas localizadas no topo de sua estrutura e ao longo de seu comprimento. Essas aberturas podem ser reguladas, por meio de janelas para facilitar a ventilação do ambiente e auxiliar na redução da temperatura interna, o que favorece a minimização de gastos com sistemas de resfriamento e ventilação.

Contudo, ela oferece proteção contra ventos e contém uma alta luminosidade e ventilação interna.

Capela

A estufa Capela possui esse nome porque sua estrutura se assemelha a uma pequena igreja. Esse modelo é ideal para locais com altos desequilíbrios térmicos.

A estufa Capela é recomendada para situações em que a cultura exige um ambiente interno frio, por exemplo, porém o ambiente externo é muito quente e o telhado impede que a água de condensação caia sobre as plantas.

Na prática, esse modelo permite que o agricultor faça adaptações para criar ambientes internos mais frios ou quentes, conforme as exigências de cada cultura.

Londrina

A estufa Londrina é conhecida na região Sul do Brasil, e geralmente, é utilizada para o cultivo de uva.

Sua estrutura é reta, composta por uma malha dupla de arame que sustenta o plástico. Além disso, possui uma cobertura com leves ondulações que facilitam o escoamento da água.

Quais são as vantagens e desvantagens de utilizar estufas agrícolas?

A princípio, o uso da estufa agrícola promove a otimização do plantio e colheita de diversos tipos de cultura. Isso porque elas têm a função de proteger a lavoura dos ventos e geadas constantes, além de garantir a temperatura ideal para que as culturas se desenvolvam de forma saudável.

Como resultado, o produtor consegue entregar melhores produtos para o consumidor e aplicar preços mais competitivos no mercado.

No entanto, suas vantagens não param por aí, confira a seguir as principais vantagens e desvantagens de utilizar estufas agrícolas em propriedades rurais.

Vantagens

Ao adotar a utilização de estufa agrícola, o produtor rural consegue adquirir as seguintes vantagens:

Proteção contra pragas e doenças

A estufa agrícola é capaz de proteger as plantas contra o ataque de pragas e doenças. Isso porque, com a instalação da estrutura, as mudas ficam protegidas contra a ação de invasores, e consequentemente se desenvolvem fortes e saudáveis. Dessa forma, também é possível reduzir o uso de defensivos agrícolas nas culturas.

Cultivo fora de época

Como as culturas ficam ambientadas em um local com temperaturas adequadas para o seu desenvolvimento, elas não ficaram sujeitas às mudanças de clima, e consequentemente poderão ser cultivadas fora da época de plantio.

Aumento da qualidade

Na prática, as plantas cultivadas na estufa agrícola entregam produtos de maior qualidade. Isso acontece porque o solo se mantém bem conservado e protegido e a temperatura permanece equilibrada, conforme a necessidade da cultura.

Economia na irrigação

A economia com irrigação é outra grande vantagem do uso da estufa, pois como os raios solares não ressecam diretamente as folhas e a temperatura é constantemente controlada, o consumo de água, por parte da planta, é menor.

Logo, há uma economia considerável com irrigação, otimizando assim, os recursos da propriedade.

Sustentabilidade

De um modo geral, por manter as plantas protegidas e permitir um maior controle do seu desenvolvimento, a estufa também apresenta ser uma alternativa sustentável, já que resulta na diminuição de investimentos com produtos químicos, adubação, irrigação, dentre outros.

Redução do uso de defensivos agrícolas

Como vimos, uma das vantagens da utilização da estufa agrícola é o controle sobre o ataque de pragas e doenças. Sendo assim, o produtor não precisará ter um alto investimento com a compra de defensivos agrícolas.

Desvantagens

Embora tenha muitas vantagens o uso da estufa agrícola exige o investimento em conhecimento para conseguir manter as plantas saudáveis e em crescimento.

Além do conhecimento, o produtor rural também precisará investir um valor considerável para adquirir a estrutura, principalmente a composta por vidro.

Veja a seguir as principais desvantagens:

Custos

A primeira desvantagem está relacionada aos custos gerados pelo uso da estufa, visto que ela precisa funcionar adequadamente para garantir bons resultados na produção.

Para exemplificar, podemos citar o custo com eletricidade, sobretudo, no inverno, onde as plantas precisam de aquecimento.

Mão de obra

Além do investimento com equipamentos, o produtor rural também precisa de mão de obra ininterrupta para cuidar da estufa agrícola, já que ela necessita de cuidados constantes para se manter funcionando adequadamente. Isso pode gerar gastos excessivos para o negócio rural.

Manutenção da estrutura

A manutenção da estrutura pode representar um alto custo para o produtor rural. As estufas de vidro, por exemplo, exigem uma limpeza constante, já que o material é extremamente suscetível à sujeira. Afinal, a higienização do vidro é fundamental para garantir a entrada da quantidade adequada de luz.

Enfim, a estufa agrícola garante que as plantas se desenvolvam em condições favoráveis e proporciona um melhor aproveitamento dos recursos. No entanto, cabe ao produtor avaliar as vantagens e desvantagens dessa prática agrícola.

Gostou desse conteúdo? Aproveite e leia nosso artigo sobre 5 dicas para melhorar os resultados da sua propriedade rural.


Publicado por:
Formada em Jornalismo, pós-graduada em Marketing e especialista em Comunicação Digital, atuo como Analista de Conteúdo no MyFarm. 
Share

O seu endereço de e-mail não será publicado.